josé luiz mota menezes, presente!

por mohema rolim | conselheira do iab.PE

José Luiz Mota Menezes foi um mestre, ele vivia como mestre e havia poesia em absolutamente tudo o que fazia. Era dono de uma vivacidade e capacidade intelectual invejáveis, parecia não ter que fazer muito esforço para colocar seus pensamentos em linha e defender seus pontos de vista. Muito polêmico, desde sempre, amealhou alguns “inimigos” intelectuais e grandes admiradores, muitas vezes eram os mesmos. Qualquer indivíduo poderia discordar do pensamento dele, mas era muito difícil contrapor seus argumentos, sempre muito embasados em uma vida dedicada ao estudo e à produção, até o fim.

O trabalho se misturava com a vida pessoal, o escritório com a casa, a família com os colaboradores, os colaboradores com os amigos... Ele vivia rodeado de tudo o que amava, cada pessoa, edificação, objeto, livro era descrito com uma importância ímpar e uma trajetória única até chegar à sua presença e fazer parte da sua vida.

José Luiz deixou uma obra vasta e, claro, jamais se limitou ao estudo da arquitetura e urbanismo, aliás, é impossível distinguir as contribuições do historiador, do arquiteto urbanista, do escritor, artista e poeta que foi.

José Luiz era daqueles professores que começavam a contar uma história qualquer da sua trajetória de vida (nada careta, sem graça ou convencional, diga-se de passagem), fazia os olhos de todos brilharem até ter sua mais completa atenção, aí sim, como num passe de mágica, fazia a ponte com um ensinamento que poderia ser qualquer coisa, desde o detalhamento de uma janela até as camadas que ele criara para os mapas num programa de computador improvável, ou a defesa de um recorte de época de um edifício a ser restaurado. José Luiz não gostava de AutoCad, ele era puro CorelDraw, orgânico e em cores, mas sem jamais perder a precisão.

A sensação é de que ainda havia muito a ser feito e que o perdemos muito cedo e, ainda assim, a certeza de que poucos tiveram ou terão uma vida tão produtiva como a que ele teve.

Professor José Luiz Mota Menezes, PRESENTE!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

mohema rolim é arquiteta e urbanista, conselheira do iab.PE e foi estagiária, orientanda, colaboradora em alguns trabalhos e amiga de José Luiz Mota Menezes.

foto: hélia scheppa / JC imagem